Busca no Início de Carreira

sábado, 6 de junho de 2009

Tirar o poder das empresas demitirem seria bom para vencer a crise?

Não costumamos escrever sobre Política, mas como a temática é o mercado de trabalho...

A Deputada Federal Luciana Genro (PSOL-RS) teve um de seus projetos de lei (PL 4551/2008) rejeitados pela Comissão que o avaliava na câmara. Até ai nada de anormal, a não ser pelo projeto da Deputada: como ferramenta para combater a crise ela fez a proposta de que as empresas só poderiam demitir funcionários por justa causa durante 6 meses!

Imaginem que vocês são empresários e que estão no meio de uma crise. O crédito vira escasso, as vendas caem (as exportações caem vertiginosamente) e o risco de sua empresa quebrar sobe. Para tentar sobreviver à crise (e salvar os empregos que ainda oferece), você demite um ou dois funcionários de sua equipe de 20, prometendo trazê-los de volta assim que a crise acabar. Infelizmente a crise pode piorar e você fica tentando segurar mais funcionários o máximo possível... aí vem uma Lei e diz que nenhum funcionário pode ser demitido a não ser por justa causa. O que você faz antes de essa Lei ser promulgada?!!??! Pense bem.... Pois é: Demitiria o máximo de funcionários possíveis e readmitiria alguns com contratos temporários!

Bem intencionada, a Deputada, mas tenho alguns Projetos de Lei mais interessantes: - Proibição das pessoas saírem em casa depois das 18:00hs até às 05:00hs devido à violência; - Proibição das pessoas usarem os serviços públicos, já que são muito complicados; ou mais ainda: - Proibição da Chuva cair nos locais inundados! Tudo isso faria bem ao País!

PS.: Parabéns aos deputados da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio da Câmara pelo bom senso.

Para a notícia completa sobre tal PL, clique aqui.

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Dnit - Concurso para Engenheiros 2009

O DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) abriu inscrições até o dia 12 de junho para 100 vagas de analista em infraestrutura de transportes. O salário inicial é de R$ 4.267,42.


Para participar do concurso é necessário ter formação em engenharia civil e possuir registro no conselho de classe da categoria.

A unidade sede em Brasília (DF) oferece o maior número de vagas: 64; a unidade Pará/Amapá seleciona para 3 vagas; as unidades de Amazonas/Roraima, Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Goiás/Distrito Federal, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia/Acre, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins oferecem duas vagas cada uma; Maranhão, Mato Grosso do Sul, Paraná e Piauí oferecem uma oportunidade cada.


As provas para o concurso do DNIT 2009 - engenheiros serão realizadas em diversas cidades: Aracaju (SE), Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Manaus (AM), Natal (RN), Palmas (TO), Porto Alegre (RS), Porto Velho (AC), Recife (PE), Salvador (BA), São Luiz (MA), Teresina (PI) e Vitória (ES).

Os interessados deverão se inscrever pelo site da organizadora do concurso, o Instituto Cetro.

terça-feira, 2 de junho de 2009

Concurso ANAC

Estão abertas as inscrições para o concurso 2009 da ANAC.

São 365 vagas para várias áreas de formação, de nível superior e médio.

Os salários de nível médio chegam a R$4.708,07, enquanto os cargos de nível superior possuem salário inicial de até R$9.552,00.

As vagas serão para preenchimento em Brasília (DF), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP).

As inscrições estão abertas até o dia 18 de junho de 2009 pelo site da organizadora do concurso, a CESPE/UnB.